terça-feira , agosto 22 2017

Recent Posts

Stanley Burburinho: Os EUA e a caça ao petróleo pelo mundo

Nem precisa desenhar. Stanley Burburinho em 12/8/2017 1) EUA INVADE O IRAQUE E DESTRÓI O PAÍS Motivo: arma química de destruição em massa. Real motivo: petróleo. 2) EUA APOIA O GOLPE NO BRASIL Motivo: o combate à corrupção. Real motivo: petróleo (pré-sal). 3) EUA APOIA A OPOSIÇÃO NA VENEZUELA Motivo: o combate à corrupção. Real […]

Read More »

Stanley Burburinho: Os EUA e a caça ao petróleo pelo mundo

Nem precisa desenhar. Stanley Burburinho em 12/8/2017 1) EUA INVADE O IRAQUE E DESTRÓI O PAÍS Motivo: arma química de destruição em massa. Real motivo: petróleo. 2) EUA APOIA O GOLPE NO BRASIL Motivo: o combate à corrupção. Real motivo: petróleo (pré-sal). 3) EUA APOIA A OPOSIÇÃO NA VENEZUELA Motivo: o combate à corrupção. Real […]

Read More »

Today Only: Join Envato Elements for Just $19!

To celebrate Envato's 11th birthday, we're excited to share a one-day promotion for Envato Elements. Usually $29, for one day only you can lock in a lifetime price of just $19 per month!What is Envato Elements?Envato Elements provides inspiring and rea...

Read More »

Ameaça e discriminação contra terceirizados na Faculdade de Odontologia da USP

Por ordem da administração da Faculdade as trabalhadoras terceirizadas foram proibidas de utilizar a Copa da Clínica para almoçar e tomar café, de usufruir das pontes de feriados e do recesso de fim de ano, proibidas de sentar nos bancos da Faculdade pra descansar, fumar um cigarro ou tomar um sol e obrigadas a permanecer longe da vista das pessoas, de cabeça baixa e sem conversar com professores, estudantes e demais funcionários com ameaça de punição.
Essa semana, a Faculdade de Odontologia da USP (...)

- 22-08-2017 / , ,

Read More »

Ministério da Justiça retira 512 hectares de terras indígenas já demarcadas no Pico do Jaraguá

O argumento é de que não houve parceria com o Governo Estadual, ou seja, com Alckmin sobre a demarcação das terras em 2015.
O Ministério da Justiça revogou decisão de 2015 que dava aos índios 532 hectares de terra. Os índios já tinham planos de usar suas terras para diversas tipos de plantio de milho, mandioca, batata doce e até amendoim. Além, é claro, de planejarem reflorestar as terras. Antes da decisão de 2015, os índios viviam em espécies de cabanas de madeira em formato retangular, barracos (...)

- 22-08-2017 / , , ,

Read More »

Debate na PUC com Chico Alencar, Diana Assunção e demais palestrantes aborda conjuntura nacional

Quinta-feira passada, na conhecida “Semana do 22 de Agosto", a convite do Centro Acadêmico 22 de Agosto do curso de Direito da PUC-SP, ocorreu atividade de debate que contou com a participação do Deputado Federal pelo PSOL, Chico Alencar, Diana Assunção, ex-candidata a vereadora do MRT pelo PSOL em SP e editora do Esquerda Diário, além do juiz do trabalho e professor da USP Jorge Luis Souto Maior, e Dimitrius Valentim, representante do coletivo POEMA.
O debate abordou as dinâmicas da atual (...)

- 22-08-2017 / , , ,

Read More »

A respeito de neo-confederados e petições

“Obviamente, a nós brasileiros não deveria interessar a proteção de monumentos que elogiam a escravatura, a separação sulista dos EUA, e muito menos a defesa de instituições anti-negros e anti-semitas como os neo-confederados. Mas, sabe-se lá pela falta de qual medicação, Olavo agora faz da defesa da Inquisição e dos neo-confederados sua bandeira”. Leia mais …

The post A respeito de neo-confederados e petições appeared first on Portal Fórum.

Read More »

Acusado de abuso sexual, padre diz que tocava partes íntimas das vítimas para “santificação”

O religioso de Goiás foi preso na semana passada sob a acusação de ter abusado sexualmente de ao menos 5 adolescentes  Por Redação  Preso na semana passada sob a acusação de abuso sexual, o padre Iran Rodrigo Sousa de Oliveira, de Caiapônia, no sudoeste de Goiás, afirmou em depoimento ao Ministério Público que tocava as partes …

The post Acusado de abuso sexual, padre diz que tocava partes íntimas das vítimas para “santificação” appeared first on Portal Fórum.

Read More »

Demitida pela Folha por abandono de emprego, quando jornal sabia que ela estava presa pela ditadura, Rose Nogueira vai receber Prêmio Herzog


A jornalista Rose Nogueira será homenageada com o Prêmio Vladimir Herzog Especial 2017:

Com mais de 50 anos de jornalismo, Rose Nogueira será homenageada especial do Prêmio Vladimir Herzog 2017 por suas décadas de dedicação à profissão e à luta pelos direitos humanos. O anúncio foi feito pela Comissão Organizadora do evento e a solenidade de premiação ocorre no próximo 31 de outubro, a partir das 20h, no Tucarena, na Rua Monte Alegre nº 1024, em Perdizes, zona oeste da capital paulista.

Jornalista profissional desde a década de 1960, ela está entre as poucas mulheres que iniciaram a carreira quando as empresas jornalísticas eram majoritariamente masculinas. Desde então, passou pela redação dos principais jornais e emissoras de TV do país.[leia mais aqui: SJSP]

Rose Nogueira é aquela jornalista de uma postagem de 2009 aqui do Blog do Mello e que reproduzo a seguir:

Demitida pela Folha por abandono de emprego [veja destaque na imagem em vermelho], quando jornal sabia que ela estava presa, torturada pela ‘ditabranda’

Aconteceu com a jornalista Rose Nogueira. Ela foi presa em novembro de 1969, quando ainda amamentava o filho de pouco mais de um mês de vida. Torturada, privada da companhia do filho, Rose ficou presa por nove meses.
 
Cheguei à história de Rose Nogueira, graças ao artigo O papel sujo da Folha de S.Paulo, escrito por Uraniano Mota. Encontrei o depoimento da jornalista no DHNet.
Vinte e sete anos depois, descubro que fui punida não apenas pela polícia toda-poderosa daqueles tempos, pela “justiça” militar que me absolveu depois de me deixar por nove meses na prisão, pela luta entre vida e antivida nesse período.
(...) Ao buscar, agora, nos arquivos da Folha de S. Paulo a minha ficha funcional, descubro que, em 9 de dezembro de 1969, quando estava presa no DEOPS, incomunicável, “abandonei” meu emprego de repórter do jornal. Escrito à mão, no alto: ABANDONO. E uma observação oficial: Dispensada de acordo com o artigo 482 – letra ‘i’ da CLT – abandono de emprego”. Por que essa data, 9 de dezembro? Ela coincide exatamente com esse período mais negro, já que eles me “esqueceram” por um mês na cela.
Como é que eu poderia abandonar o emprego, mesmo que quisesse? Todos sabiam que eu estava lá, a alguns quarteirões, no prédio vermelho da praça General Osório. Isso era e continua sendo ilegal em relação às leis trabalhistas e a qualquer outra lei, mesmo na ditadura dos decretos secretos. Além do mais, nesse período, caso estivesse trabalhando, eu estaria em licença-maternidade.
Essa é uma história da Folha e da ditadura, que a Folha quer ditabranda para se autoindultar.


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Read More »

Atividade ‘Questão Negra e Marxismo’ essa semana em Natal (RN) e Campina Grande (PB)

Nos dias 22 e 23 de agosto, em Natal e em Campina Grande, a “Questão Negra e Marxismo” será tema de conferência, com a participação de Marcelo Pablito, que além de trabalhador do Restaurante Universitário da USP é dirigente do Movimento Revolucionário dos Trabalhadores (MRT), e membro do Sindicato de Trabalhadores da USP (Sintusp).
Em Natal, a atividade acontecerá no dia 22/08, no Auditório D do CCHLA da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a partir das 18h30min.
Em Campina Grande, a (...)

- 22-08-2017 / ,

Read More »