Incêndios e vandalismo varrem a cidade de Manaus após morte de líder criminoso

incendios-e-vandalismo-varrem-a-cidade-de-manaus-apos-morte-de-lider-criminoso

A polícia foi mandada para as ruas da cidade de Manaus, em meio a uma onda de ataques a ônibus, carros e bancos que começou na noite de sábado, 05, e obrigou a cidade a interromper o transporte público e deixou alguns moradores com medo de sair de casa.

Autoridades estaduais disseram que gangues criminosas em Manaus organizaram os ataques incendiários na prisão, em retribuição pela suposta morte de um de seus líderes durante uma operação policial no sábado.

Imagens dos danos do fim de semana mostram ônibus queimados e agências bancárias cheias de escombros.

Uma mensagem que circulou nas redes sociais supostamente por uma facção criminosa conhecida como Comando Vermelho pede um toque de recolher em Manaus na tarde de domingo. A CNN não conseguiu verificar as origens da mensagem.

Mas a ameaça de mais violência já teve um efeito tangível na vida das pessoas. O empresário de Manaus, Guilherme Lins, disse à CNN que cancelou seus planos para o domingo após receber a mensagem nas redes sociais e ler o noticiário local.

“As pessoas estão com medo porque não confiam que a polícia seja capaz de controlar esses ataques. Não vou sair às ruas até que acabem”, disse Guilherme, que nasceu e foi criado em Manaus.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, disse nas redes sociais que ordenou ao comando da polícia que colocasse mais patrulhas nas ruas de Manaus no domingo e anunciou a criação de uma comissão para apurar os crimes.

Manaus é um posto estratégico avançado na rota do tráfico internacional de drogas produzidas na Colômbia e no Peru.

A luta entre facções criminosas rivais levou a massacres de presidiários nas prisões da cidade em 2017 e 2019.

Conteúdo traduzido da fonte CNN por Wesley Carrijo para o Jornal Contábil

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *