Veja dicas para organizar sua vida financeira

veja-dicas-para-organizar-sua-vida-financeira

O número de inadimplentes aumentou pelo terceiro mês consecutivo. No mês de maio foi registrada uma alta de 2,2%, confirmando a tendência de crescimento na quantidade de pessoas que não estão conseguindo pagar as contas em dia. Os dados são da empresa de informações de crédito Boa Vista. 

Se você é um desses brasileiros e quer sair do vermelho, elaboramos esse artigo com dicas simples para te ajudar a sair dessa situação de inadimplência sem estresse. Acompanhe! 

Tenho dívidas atrasadas?

Se você não sabe por onde começar, o primeiro passo é descobrir se o seu nome está negativado por alguma dívida em atraso, portanto, é necessário fazer uma consulta em seu CPF. Muitas pessoas podem não saber que estão em inadimplência, seja por esquecer de alguma conta, além de situações de inscrição nos órgãos de proteção ao crédito de forma indevida. 

Então, saiba que esse serviço é disponibilizado pela internet de forma simples e gratuita, basta acessar sites destes órgãos, como por exemplo, o Serasa. Assim, verifique se existem dívidas e os valores atrasados para podermos seguir para a primeira dica que irá te ajudar a organizar suas finanças. 

Negociação

Ao descobrir os valores e em quais empresas você possui pendências, o primeiro passo é entrar em contato para fazer uma negociação. Em alguns casos, as próprias empresas disponibilizam acordos através dos órgãos de proteção ao crédito, assim, você pode escolher a opção de pagamento que você pode pagar, mas sem pesar no bolso. 

Depois disso, basta pedir o boleto para fazer o pagamento, seja à vista ou parcelado. Feito isso, continue monitorando seu CPF para verificar se a negativação foi excluída, visto que as empresas possuem o prazo de cinco dias para retirar a dívida que foi paga ou parcelada. 

Mas caso a restrição permaneça, entre em contato com a empresa para saber o que houve. Se, mesmo assim, a negativação permanecer, você pode acionar os órgãos de defesa do consumidor, como por exemplo, o Procon. Isso é necessário porque a negativação pode trazer sérios prejuízos  para o consumidor. 

Designed by @wayhomestudio / freepik

Planejamento  

Depois de quitar as dívidas, faça o controle das contas e evite endividamento. Para isso, você deve fazer um planejamento detalhado de tudo o que você ganha e tudo o que você gasta. Então, tenha sempre em mãos uma planilha para organizar o orçamento familiar, separando as despesas mensais, como alimentação, moradia, educação e outras. 

Também tenha organização com os prazos de pagamento das contas, para evitar juros e multas. Lembre-se que valores pagos com juros podem ser utilizados de outras maneiras ao longo do mês, como por exemplo, no lazer da família através de pequenas economias diárias. 

Fui negativado indevidamente, e agora? 

Mesmo estando com o nome negativado, os consumidores possuem direitos que devem ser cumpridos. Por isso, aproveitamos para chamar sua atenção para uma situação bastante comum: a negativação indevida. Ela pode ocorrer quando existe o erro no sistema da empresa, quando uma dívida já foi quitada e até mesmo se os dados do consumidor tiverem sido utilizados em fraudes.

Então, busque seus direitos e saiba que essas situações garantem o direito de indenização ao consumidor, pois, podem trazer prejuízos. Dentre eles está o impedimento de fazer um financiamento, aquisição de cartão de crédito ou empréstimo, por exemplo. 

Diante disso, busque a ajuda de um advogado especializado e tenha em mãos documentos que comprovem a cobrança indevida, podendo ser comprovantes de pagamentos ou informações sobre compras que foram feitas em seu nome sem o devido consentimento. 

Por Samara Arruda 

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *