Saiba como migrar e programar sua loja física para o digital

saiba-como-migrar-e-programar-sua-loja-fisica-para-o-digital

O e-commerce já vinha ganhando mais e mais adeptos, e, com a pandemia, os números aumentaram ainda mais.

De acordo com pesquisa realizada pela Serasa Experian, quase 75% das micro, pequenas e médias empresas estão vendendo produtos e serviços online.

Muitas delas passaram a implementar o e-commerce com a crise do coronavírus e as restrições impostas, que incentivaram esse tipo de comércio.

A pesquisa ainda mostra que quase 85% dos empreendedores pretendem continuar com as vendas online mesmo após a crise pandêmica passar.

Muitos deles usam as redes sociais para alcançar os consumidores.

De acordo com dados da Synapcom, as compras online cresceram quase 700% no Norte e no Nordeste, mais de 600% no Centro-Oeste, mais de 500% no Sudeste e quase 400% no Sul.

Para os empreendedores que gostariam de migrar a loja física para o ambiente digital, o Sebrae oferece um passo a passo para iniciar o comércio eletrônico.

Antes de tudo, é preciso entender as diferenças de operação de uma loja física e uma loja virtual.

É preciso planejar os canais de venda e site da loja, ou apostar em plataformas que fazem o intermédio entre o empreendedor e o cliente.

A adaptação da loja virtual para diversas telas é fundamental e precisa funcionar bem, tanto no computador, quanto em celulares e tablets.

O tempo de carregamento do site também é indispensável para não perder clientes. A otimização de buscas ajuda a obter melhores resultados, para que sua loja seja vista e acessada.

Para planejar a entrada no mercado virtual, é preciso traçar um plano de negócio para elaborar as estratégias do e-commerce.

É importante ater-se a todo o caminho de venda – desde a solicitação do produto no ambiente online até o pós-venda, com monitoramento de satisfação.

É essencial programar uma logística eficiente e parcerias com transportadoras.

Para que as vendas do produto ou serviço decolem, o ideal é investir em promoções e divulgação apropriada do negócio, através de links patrocinados ou mídia display, por exemplo. Um preço competitivo também ajuda a impulsionar o negócio.

O investimento em fotos profissionais dos produtos também faz toda a diferença na hora da venda.

O marketing de relacionamento, isto é, o investimento em um atendimento cuidadoso, através de respostas rápidas e prestativas, ajuda a conquistar o cliente.

A segmentação também se faz importante para ter mais chance de liderar contra a concorrência.

Também é importante fazer sempre uma autoavaliação e investir nos quesitos que podem desempenhar melhor.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *