Saque emergencial do FGTS 2021 já tem data pra começar?

saque-emergencial-do-fgts-2021-ja-tem-data-pra-comecar?

Desde o final do ano passado, uma nova rodada de saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) emergencial começou a ser cogitada, com o fim dos pagamentos do auxílio emergencial, bem como a chegada de uma nova onda de casos da pandemia. Na época em questão, fontes ligadas ao Ministério da Economia, afirmaram que o governo avaliaria o cenário econômico, bem como os avanços da pandemia nos primeiros meses de 2021, para anunciar a medida.

Entretanto, de lá para cá pouca informação de fato veio a ser divulgada, bem como a inércia por parte de membros do governo relativos à medida. Logo, o Ministério da Economia, divulgou recentemente uma nota informando que o saque emergencial do FGTS não está mais nos planos do governo.

O saque em 2020 permitiu que os trabalhadores com saldo nas contas do FGTS pudessem resgatar até R$ 1.045 para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, não deve mais ser liberado para 2021. “Não há liberações extraordinárias de saldos do FGTS sendo consideradas no momento. Outras medidas de apoio ao enfrentamento dos efeitos econômicos da pandemia estão sendo priorizadas“, informou em nota o Ministério ao jornal Folha de S. Paulo.

De fato, quando o saque emergencial do FGTS veio a ser cogitado pelo governo, diversos programas sociais vieram a ser encerrados, como o auxílio emergencial e o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). No entanto, essas medidas acabaram sendo liberadas novamente devido os avanços da pandemia no país.

Fonte: Google

Sustentabilidade do fundo

Outro motivo que acabou dificultando a liberação do saque emergencial do FGTS diz respeito a sustentabilidade do fundo. Conforme reunião do conselho curador do FGTS, o secretário executivo do colegiado, Gustavo Tillman, declarou que será necessário “dar tempo para o fundo se recuperar”.

Estamos tentando contornar eventuais medidas adicionais voltadas à pandemia que podem fragilizar o fundo e sua sustentabilidade. Ano passado foi um ano de bastante estresse para o fundo“, afirmou Tillman.

Vale lembrar que em 2019 o governo permitiu o saque imediato aos trabalhadores bem como no ano passado liberou o saque emergencial do FGTS, ou seja, liberar por mais uma vez os saques do fundo poderiam comprometer a sustentabilidade do programa, tendo em vista que o governo também pode utilizar o Fundo de Garantia para financiar programas de habitação e obras de saneamento e infraestrutura, sendo necessário agora dar tempo para que o fundo possa se recuperar.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *