Trabalhadores vão ter direito de dois saques do PIS/Pasep em 2022?

trabalhadores-vao-ter-direito-de-dois-saques-do-pis/pasep-em-2022?

Após decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) em adiar o pagamento do PIS/Pasep que se iniciaria no mês que vem para 2022, o governo agora prevê distribuir mais de R$ 20 bilhões aos trabalhadores que possuem direito ao abono salarial no ano que vem.

O saque do abono salarial do PIS/Pasep é realizado todos os anos aos trabalhadores. No entanto, o calendário de saques do abono relativos a quem trabalhou em 2020, que deveria ser disponibilizado agora a partir de julho foi adiado para 2022.

A decisão de adiar o pagamento do abono salarial ocorreu após reunião entre representantes dos trabalhadores, empresas e governo do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador), após recomendação de Defensoria Pública da União (DPU).

O saque do abono salarial relativo ao calendário de 2020 prevê a liberação de mais de R$ 20 bilhões aos trabalhadores, contudo, será necessário aguardar pelo menos mais seis meses para recebimento do benefício.

Então haverá dois saques em 2022?

O calendário de saques do abono salarial para quem trabalhou em 2020, seria liberado agora em julho de 2021 e seria pago até junho de 2022, quando se iniciaria em julho do ano que vem o calendário relativo a quem trabalhou em 2021.

Com isso, muitos trabalhadores estão se confundindo acreditando que podem receber dois saques do abono salarial no ano que vem, o que é um erro. Segundo recomendações do DPU, um dos principais motivos para adiamento do abono salarial este ano, diz respeito justamente para regularizar o calendário, permitindo que todos os beneficiários possam ter acesso ao abono no mesmo ano.

Em outras palavras, em 2022 será liberado o PIS/Pasep para quem trabalhou em 2020 e em 2023 será disponibilizado o abono salarial para quem trabalhou por pelo menos 30 dias em 2021, assim, todos os beneficiários receberão no mesmo ano os valores que possuem direito.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *