Prorrogação do Auxílio Emergencial ameaça o novo Bolsa Família. Entenda

prorrogacao-do-auxilio-emergencial-ameaca-o-novo-bolsa-familia.-entenda

Conforme o Ministro da Economia Paulo Guedes, em reunião virtual da Comissão Temporária da Covid-19, o Auxílio Emergencial será prorrogado por mais 3 meses este ano, ou seja, a decisão estende os pagamentos até outubro. Além disso, ainda segundo o ministro, é possível uma nova prorrogação do benefício.

 “Quem dirige o auxílio emergencial é a pandemia. Se a pandemia continuasse fora de controle em setembro, outubro, novembro, vamos ter que renovar de novo o auxílio emergencial. Mas não é a expectativa no momentoAfirma Guedes 

Em razão disso, surgiu uma problemática de difícil solução, visto que a medida conflita com a apresentação do novo Bolsa Família. Isto porque, o plano do Governo Federal é iniciar o novo programa após concluída aos pagamentos do auxílio. Desta forma, o Bolsa Família só entra em vigor a partir de novembro.

Ademais, caso o auxílio ganhe uma nova prorrogação, estendendo o benefício até novembro, o Bolsa família só seria apresentado em dezembro, que por sua vez é uma data de risco para governo, segundo os aliados. 

Designed by @rafapress / shutterstock

A problemática se dá, entendendo que não é possível apresentar este tipo de benefício em anos eleitorais, sendo o caso de 2022. Por conta disso, existe uma pressa para anunciar o Bolsa Família. Assim sendo, esta situação torna-se conflitante, dado que existe curto espaço de tempo e orçamento para implementar os dois programas. 

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL), é preciso aprovar o novo Bolsa Família logo. O parlamentar pontua que a melhor decisão, seria não prorrogar o Auxílio Emergencial, e implementar o novo programa em agosto. 

Ainda não há informações do governo a respeito do como essa situação irá se desenrolar. Segundo Paulo Guedes, o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) iria se pronunciar sobre o assunto essa semana, no entanto, isto ainda não aconteceu. 

Posto isto, vale ressaltar, que o mais provável é a extensão do  Auxílio Emergencial até outubro, e o Novo Bolsa família inicie os seus pagamentos logo em seguida, em novembro de 2021. Contudo, ainda não há confirmações do Governo Federal, a respeito do que acontecerá de fato.

Conteúdo por Lucas Machado

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *