sexta-feira , dezembro 15 2017
Home / Noticias / General Eletric deixará 12 mil trabalhadores na rua para seguir lucrando bilhões

General Eletric deixará 12 mil trabalhadores na rua para seguir lucrando bilhões

A General Eletric (GE) demitirá 12 mil trabalhadores do setor de energia. Como é de praxe, as empresas descarregam suas crises nas costas dos trabalhadores para continuarem lucrando bilhões.

Nesta quinta-feira, a General Electric (GE) anunciou como parte de um plano de reestruturação, a demissão de 12 mil trabalhadores do setor de energia, da GE Power. Com o plano, a empresa pretende economizar 3,5 bilhões de dólares em um ano.

Russel Stokes, diretor da GE Power, fez o anúncio dizendo se tratar de uma “decisão difícil, mas necessária” e sem maiores explicações, disse que as demissões acontecerão fora dos Estados Unidos. Sobre as dificuldades das 12 mil famílias que produziram por anos todo o lucro da empresa, e agora perdem seus sustentos, o diretor obviamente não disse nada.

Essa é a regra nesse sistema econômico: no menor sinal de desaceleração dos seus mercados ou para aumentar seus lucros, as empresas colocam sua ganância acima de tudo e descartam seus operários. Prova disso, é também a Siemens, que é uma das maiores concorrentes da GE, e no mês passado demitiu quase 7 mil trabalhadores.

Com a justificativa de que o mercado energético de gás e carvão sofre uma desaceleração, a GE Power vai reduzir em mais de 20% o número dos seus trabalhadores.

Essa medida vem depois do diretor executivo da GE dizer que era “inadmissível” o lucro da empresa ter caído menos de 10%, alcançando o grandioso lucro de 1,8 bilhões no trimestre encerrado em setembro, e que a empresa precisava de “muitas grandes mudanças”.

Fica evidente que essas mudanças incluem demissões, terceirizações e aumento dos lucros de poucos. É preciso dizer que as vidas dos trabalhadores valem mais que os lucros deles, e resistir com luta e organização pela base a esses ataques que vêm em escala mundial.

About Tassia Arcenio