segunda-feira , janeiro 22 2018
Home / Noticias / Mulher empurrada no trilho do Metrô sobrevive, mas não tem direito nem a folga no trabalho

Mulher empurrada no trilho do Metrô sobrevive, mas não tem direito nem a folga no trabalho

Jussara achou que tinha morrido. Ela foi vítima de um ataque, empurrada por um homem nos trilhos do Metrô de São Paulo. Presa entre os trilhos, relatou que viu 4 trens passar, depois de socorrida, teve que tomar 30 pontos na perna e ficou com vários hematomas por causa do ataque. Seu agressor foi preso e reponderá por tentativa de homicídio.

Veja o momento:

Jussara é casada, mãe de três filhos e trabalha, mas sua empresa parece que não se compadeceu com o ocorrido, porque não lhe deu folga, como revelou o Metro Jornal. Esta é mais uma demonstração de como os empresários estão somente preocupados com o lucro, e estão sedentos para fazer os brasileiros trabalharem até morrer com a reforma da previdência.

Leia também: Os transportes não estão a venda! Contra a privatização do metro e o aumento da tarifa!

Ao mesmo tempo, com a reforma trabalhista, querem fazer com que não haja nenhum momento para o descanso, nem pagamento de indenizações em casos de acidentes de trabalho, tudo para tornar o trabalhador descartável e multiplicar o lucro.

Leia também: Reforma da previdência liquida pensão por morte, entenda o que os jornais estão escondendo

7 pontos da Reforma Trabalhista que tornarão a vida do trabalhador brasileiro um inferno

About Redação*