quinta-feira , outubro 19 2017
Breaking News

Recent Posts

El turno de la “Iglesia Popular”

En un acto histórico y memorable, el Papa Francisco nombró ayer como Cardenal de la Iglesia Católica a Monseñor Gregorio Rosa Chávez, obispo auxiliar de San Salvador durante los últimos 35 años. Rosa Chávez es el más representativo de los seguidores del legado de Óscar Arnulfo Romero.

 

El solemne acontecimiento tiene -al menos- tres interpretaciones necesarias de mencionar.

 

Read More »

El mensaje de China Popular: Audacia

El anuncio de la apertura de relaciones diplomáticas entre Panamá y China Popular fue tardía y recibida por los diferentes sectores sociales panameños con bastante displicencia. ¿Por qué? Desde 1972 – hace 45 años - se esperaba el anuncio. En aquella fecha EEUU rompió todos los diques de contención cuando el presidente Mao recibió a Richard Nixon en Pekín. En América latina, Cuba tiene relaciones diplomáticas con el gigante asiático desde 1960. Chile y Perú establecieron relaciones en 1971.

 

Read More »

Trump, Cuba y México, sede contrarrevolucionaria

En la orden ejecutiva de Donald Trump hacia Cuba, que deroga la política de su antecesor Barak Obama y en su contexto hay muchas cosas aun oscuras y otras muy claras. Entre las segundas, la retórica empleada por Trump para anunciarlas es soez, grosera y muestra de una enorme ignorancia sobre el tema, lo que ha enardecido los ánimos en la isla y provocado muy duras y contundentes reacciones de indignación de todos los sectores sociales, incluida la juventud. En cuanto al gobierno cubano su posición no puede ser más diáfana.

Read More »

Vai, vigarista… Boa viagem!

Categoria: 

Música

Resgate de Luciano Hortencio

Gilberto Alves - VAI VIGARISTA - Arnô Provenzano - Otolindo Alves.

Disco Copacabana 5.510-B.

Janeiro-fevereiro de 1956.

Disco constante do Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

leia mais

Read More »

“Introdução à música de sangue”, o cinema autoral de Lacerda


Vejo muita gente torcendo o nariz quando se fala dos filmes de Luiz Carlos Lacerda. Criticam os diálogos, o roteiro, as interpretações, quase tudo... Mas comparar o cinema do “Bigode”, apelido do cineasta, com o quê? Podem dizer o que quiser, mas ele é autêntico, fiel a suas propostas e gostem ou não, ele está com um novo filme no circuito: “Introdução à música de Sangue”. E que belo filme!

Por Vandré Fernandes*

Read More »

Após suposto acordo de Temer, CCJ aprova reforma trabalhista

Categoria: 

Congresso

Foto: Roque de Sá / Agência Senado
 
Jornal GGN - Foi uma carta do presidente Michel Temer, lida pelo representante do governo do Senado e um de seus maiores aliados, Romero Jucá (PMDB-RR), já no fim da tarde e após as diversas manifestações da oposição, que angariou alguns votos a mais para assegurar a reforma trabalhista com maioria de 16 votos contra 9 dos senadores da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).
 
O papel lido por Jucá interrompia a que seria a quinta leitura de uma sequência de relatórios alternativos, contrários ao projeto do governo de reforma das leis trabalhistas. 
 
Até aquele momento, o peemedebista Eduardo Braga (AM) pedia a rejeição do Projeto de Lei da Câmara 38/2017 e defendia a inconstitucionalidade das mudanças encampadas por Temer. Em seguida, dois senadores da oposição Paulo Paim (PT-RS) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) escancaravam os impactos sociais nos direitos dos trabalhadores. E até Lasier Martins (PSD-RS), que apoiou o impeachment e se declarou recentemente "independente" pediu modificações em pontos "críticos" do relatório.

leia mais

Read More »

Maracatu, pra mim e pra você, por Matê da Luz

Categoria: 

Arte Popular

Maracatu, pra mim e pra você

por Matê da Luz

O maracatu é uma expressão cultural também chamada de dança folclórica que tem início datado do século XVIII, a partir da miscigenação cultural das culturas portuguesa, indígena e africana. Especialmente e essencialmente, porém, o maracatu é uma expressão de resistência que, por meio do louvor aos reis congos, pontua que os negros também têm sua corte, e ela batuca e mexe com a alma do povo.

Existem dois tipos de maracatu: o de baque virado, que tem como base as nações; e o baque solto, o maracatu rural. As principais diferenças entre estes dois é a origem e o instrumento principal de condução: o baque virado tem origem nas religiões africanas, especialmente o candomblé e seus orixás e encontra nas alfaias a potência de condução, enquanto o baque solto tem sua raízes nas religiões afro-brasileira, com forte presença dos caboclos e pretos-velhos, e tem nos chocalhos (surrão) a pontuação do ritmo frenético de suas melodias.

leia mais

Read More »

Reforma trabalhista solapa espírito evolutivo das leis, diz dirigente


A reforma trabalhista de Temer, na iminência de ser votada no plenário do Senado, fere as bases evolutivas de lei e atenta contra a Constituição. Quem ressalta seu caráter agressivo é Francisco Calasans Lacerda, histórico líder dos Hoteleiros de São Paulo, baiano de origem, ajudante de alfaiate nos primórdios e formado na seleta Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco.

Read More »

Reforma trabalhista solapa espírito evolutivo das leis, diz dirigente


A reforma trabalhista de Temer, na iminência de ser votada no plenário do Senado, fere as bases evolutivas de lei e atenta contra a Constituição. Quem ressalta seu caráter agressivo é Francisco Calasans Lacerda, histórico líder dos Hoteleiros de São Paulo, baiano de origem, ajudante de alfaiate nos primórdios e formado na seleta Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco.

Read More »

La guerra de Microsoft

mifrosoft_dos_small.jpg

El presidente y representante legal de Microsoft, Brad Smith, considera que es hora de consagrar un instrumento internacional que brinde protección a los bienes y a las personas afectadas por los ataques informáticos.

Read More »

Caindo de podre, governo não tem legitimidade para impor reformas, diz Kátia Abreu

Categoria: 

Congresso
katia_abreu_marcos_oliveira_-_agencia_senado.jpg
 
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
 
Jornal GGN - Nesta quarta-feira (28), durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que analisa a reforma trabalhista, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) afirmou que o governo de Michel Temer está “caindo de podre” e não tem legitimidade para implementar as reformas que propõe.
 
Kátia Abreu afirmou que não é contrária à mudanças na legislação trabalhista, mas pontuou que é necessária preservar a dignidade do trabalhador. A parlamentar se posicionou contra pontos da reforma proposta pelo governo, como a autorização para gestantes e lactantes trabalharem em local insalubre.
 
“Nesse momento, usar o mercado, usar o poder que tem hoje, para fazer essas reformas inadmissíveis, que não foram discutidas à altura, num governo que está caindo de podre, é uma vergonha para todos nós”, disse a senadora na CCJ. 

leia mais

Read More »