terça-feira , janeiro 16 2018
Breaking News

Recent Posts

O juízo final da Folha (e o perigo de se pedir “depuração” num ambiente conflagrado)

O editorial da Folha é uma daquelas obras-primas de cinismo que somente um jornal que empresta furgões para uma ditadura conduzir presos políticos é capaz de produzir. Vamos comentar entre colchetes. EDITORIAIS Sem juízo final 26/06/2017 02h00 Espera-se, para os próximos dias, que a primeira das cinco ações penais em curso contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venha a ser julgada pelo juiz federal Sergio Moro, em Curitiba. [Vale lembrar que o MPF começou a abrir ações penais contra Lula sem disfarçar mais a estratégia de lawfare, ou seja, de guerra política travestida de guerra jurídica. Como […]

O post O juízo final da Folha (e o perigo de se pedir “depuração” num ambiente conflagrado) apareceu primeiro em O Cafezinho.

Read More »

Bresser-Pereira: Nação e vergonha


 Nunca a nação brasileira esteve tão mal quanto está hoje. Nada é mais importante para um povo do que se transformar em nação, ocupar um território, construir um Estado, e, assim, contar com uma instituição política para realizar seus objetivos de segurança, liberdade, bem-estar econômico, justiça social e proteção do ambiente. 

Por Luiz Carlos Bresser-Pereira

Read More »

Anatel mantém multa de R$ 50 milhões para Oi

Categoria: 

Telecomunicações
oi_abr.jpg
 
Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN - Em reunião realizada na semana passada, o Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não acatou pedido da Oi e manteve multa de R$ 50 milhões por cobrança de serviços de terceiros sem a devida constatação da autorização expressa dos assinantes.
 
De acordo com a Anatel, o valor é o máximo que a agência pode publicar em caso de penalidade. Foram encontrados mais de 780 mil casos de ativação de serviços de terceiros sem autorização expressa dos assinantes, sendo que  maioria são casos de cobranças relativas à inclusão de serviços de terceiros como  como SOS Fone, Sorriso Premiado e seguros, entre janeiro a março de 2006. 
 
A Anatel também negou recursos pedido pela Oi Móvel, denominação da Way TV Belo Horizonte,  e manteve uma multa de R$ 21 milhões em razão da alteração societária realizada sem conhecimento prévio da agência. 

leia mais

Read More »

Não há regulamentação que permita Dallagnol receber por palestras

Categoria: 

Justiça
Patricia Faermann

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
 
Jornal GGN - Após a descoberta de que o procurador da República Deltan Dallagnol recebe pagamentos por palestras e seminários, o coordenador da Operação Lava Jato no Paraná tratou de mitigar a polêmica informando que quase a totalidade dos recursos foram doados para entidades e fundos. O GGN apurou todas as regulamentações existentes e revela que, independente de doações, o procurador não poderia realizar este tipo de atividade remuneratória.
 
O órgão que fiscaliza os procuradores da República é o Conselho Nacional do Ministério Pública (CNMP). Publicamente, Dallagnol defende que o ato é "legal, lícito e privado", "autorizada por resoluções", seja no CNMP ou "do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)".
 
Após analisar todas os dispositivos existentes para o exercício de palestras e seminários, o GGN identificou que a atividade é regulamentada apenas pelo CNJ que, por sua vez, não é o órgão competente para fiscalizar membros do Ministério Público, mas apenas juízes, desembargadores, ministros, ou seja, integrantes da Magistratura.

leia mais

Read More »

Desgoverno Cartes aprofunda submissão ao estrangeiro e alastra miséria no Paraguai

presidente_de_paraguay_horacio_cartes.jpg
Foto: Presidência de la Republica Mexicana

Assunção (Paraguai).- O resultado da política de submissão aos cartéis e monopólios estrangeiros, aplicada pelo presidente do Paraguai, Horacio Cartes, aumentou a concentração de renda e alastrou a miséria no país vizinho, atesta a Pesquisa Permanente de Lugares, referente à 2016, divulgada recentemente pela Secretaria Técnica de Planificação.

 

Read More »

Lula lidera no 1º turno com Bolsonaro crescendo. No 2º, tem disputa com Moro

Categoria: 

Eleições
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
 
 
Jornal GGN - Apesar das investidas da Lava Jato, o ex-presidente Lula segue liderando a pesquisa de opinião feita pelo Datafolha de olho na eleição de 2018. Nas simulações de primeiro turno, o petista desponta diante de todos os concorrentes e, no segundo turno, Lula só enfrenta disputa acirrada com Marina Silva e o juiz Sergio Moro. Em meio à crise de Aécio Neves, ex-presidenciável do PSDB, Jair Bolsonaro (PSC) cresce e chega em segundo lugar. No segundo turno, a disputa é acirrada com Sergio Moro e Marina.

leia mais

Read More »

Le gouvernement Lafontant entre crises sectorielles et promesses

P-au-P, 23 juin 2017 [AlterPresse] --- Depuis plusieurs semaines, le pays est secoué par une vague de mouvements de protestations, issus notamment de secteurs sociaux, ouvriers et enseignants, entre autres, alors que le gouvernement se limite, pour le moment, à des promesses.

Des ouvriers de la branche textile ne cessent de réclamer un ajustement salarial à 800 gourdes et menacent même de reprendre, dans les jours qui viennent, la mobilisation dans les rues pour exiger la satisfaction de leurs revendications.

Read More »

Petroleiros aderem à greve geral e farão paralisação nas refinarias

Categoria: 

Movimentos sociais
greve_geral_fup.jpg
 
Foto: FUP
 
Jornal GGN - A Federação Única dos Petroleiros (FUP) irá aderir à greve geral e farão uma paralisação nesta sexta-feira (30). O movimento protesta contra as reformas propostas pelo governo Michel Temer e também vai protestar contra o desmonte da Petrobras promovido pela gestão de Pedro Parente. 
 
A FUP afirma que a greve nas refinarias será por tempo indeterminado e acusa a estatal de sucatear deliberadamente as unidades para facilitar a privatização. A entidade diz que a direção da empresa fechou postos de trabalho e que as refinarias convivem com riscos de acidentes. 
 
“O sucateamento das refinarias obedece a lógica do atual governo golpista de reduzir o máximo possível a presença da Petrobrás na indústria petrolífera, transferindo ativos estratégicos para o setor privado e abrindo toda a infraestrutura e logística da empresa para as multinacionais”, diz a FUP, em nota.

leia mais

Read More »