terça-feira , janeiro 16 2018
Breaking News

Recent Posts

Pai, perdoa-lhes, porque não entenderam porra nenhuma

Gregorio Duvivier – “Já determinei à minha assessoria que tome as medidas policiais cabíveis contra esse folhetim comunista e esse bufão”, vociferou um pastor-deputado acusado de estupro, corrupção e chapinha. O folhetim comunista é este que você tem em mãos e o bufão é este que vos escreve. As medidas policiais ainda não sei quais … Continue lendo »

Read More »

Inflação na Argentina supera meta de Macri e chega a 24,8% em 2017


A Argentina encerrou o ano de 2017 com uma inflação de 24,8%, informou um relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec) divulgado nesta semana. O número superou em 7,8 pontos percentuais o índice de 17% prometido pelo Banco Central e pelo presidente, Mauricio Macri, no início do ano.

Read More »

Período pré-eleitoral já levou à morte 25 políticos no México


Entre os dias 1º e 9 de janeiro, mais de 200 pessoas foram assassinadas no México por causa de acertos de contas entre narcotraficantes, latrocínios (roubos seguidos de morte) e por outros casos de violência. Três estados concentram o maior número de mortes: Chihuahua, Guerrero e Baja California Sur - este último, um dos mais visitados por turistas estrangeiros.

Read More »

Haja Saúde

Nos EUA há 46 milhões de pessoas que não têm um seguro de saúde. Há poucas pessoas em Portugal que tenham a coragem de defender o modelo dos EUA.

Read More »

Pet Shop

O post Pet Shop apareceu primeiro em O Cafezinho.

Eduardo Cunha ao contrário do que muitos acreditam, não está preso. Há poucos dias, Cunha foi visto a passear entre cães, pelos belos jardins da Opera de Arame em Curitiba. Andava por ali todo faceiro, livre, leve e solto. Vinha de uma pet shop de grife, onde acabara de comprar uma coleira nova, modelo messer, para a sua cadela… Obviamente, não me refiro a Cláudia Cruz, sua esposa, que como ele, também foi libertada pelo juíz Sérgio Moro. Estou a falar mesmo, de uma robusta dobermann de pelos brilhantes, que trotava ao seu lado. O animal demonstrava ser muito bem […]

O post Pet Shop apareceu primeiro em O Cafezinho.

Read More »

Atos políticos em apoio ao ex-presidente Lula tomam ruas do país neste sábado

Mobilizações foram chamadas pela Frente Brasil Popular, entidade que reúne movimentos, partidos políticos e sindicatos Por José Eduardo Bernardes, no BdF Movimentos populares, intelectuais e artistas estão mobilizados para acompanhar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Porto Alegre, no Tribunal Regional Federal da 4ª região, no próximo dia 24 de janeiro. …

The post Atos políticos em apoio ao ex-presidente Lula tomam ruas do país neste sábado appeared first on Portal Fórum.

Read More »

Na sentença contra Lula Moro usa jurisprudência made in USA e confessa que no Brasil ‘a questão é objeto de debates’

Trecho da página 196 da sentença de Moro condenando Lula

Em que país estamos? Sob que Constituição? Brasil e brasileira seriam as respostas. Mas para o juiz Moro não é bem assim.

Para justificar que não conseguiu comprovar qualquer atitude do presidente Lula que tivesse beneficiado a OAS para que esta lhe desse o tríplex de presente (outra coisa que não conseguiu provar) e mesmo assim condenar Lula, Moro cita jurisprudência dos Estados Unidos. Veja na imagem texto grifado em vermelho, que é trecho da página 196 da sentença de Moro.

Repare também que no parágrafo seguinte ele diz que na jurisprudência brasileira a questão é ainda objeto de debates [grifo em verde na imagem].

Só que os sistemas dos dois países são totalmente diferentes. Civil Law, no Brasil, e Common Law, nos Estados Unidos.

Mas, para seu objetivo de condenar o presidente que tirou 40 milhões de brasileiros da miséria, que tornou o Brasil um país respeitado aos olhos do mundo e que vem tendo sua vida vasculhada pela PF, procuradores e mídia corporativa pelo menos desde 2005, quando estourou o chamado Mensalão, sem conseguirem provar nada contra ele; para condenar Lula, Moro apelou para a jurisprudência dos Estados Unidos, para fugir dos debates da justiça brasileira.

Mas isso não é tudo. Para fundamentar vários trechos de sua verborrágica sentença, Moro cita sete (sic) vezes o desembargador João Pedro Gebran Neto, que é simplesmente o relator responsável pelo processo de Lula em segunda instância.

Com tantos juízes ao longo da História do Judiciário brasileiro citar sete vezes o desembargador que vai relatar seu processo em segunda instância é golpe baixo de Moro.

Se não bastasse, Moro e o desembargador são amigos, uma amizade que o desembargador declarou em livro que "só faz crescer".

Montagem destaca amizade antiga entre Moro e Gebran

É preciso o que mais para mostrar a parcialidade de Moro e o viés político de sua sentença?



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Read More »