terça-feira , agosto 22 2017
Home / Imprensa / Procuradores da Lava Jato tentam chantagear Raquel Dodge

Procuradores da Lava Jato tentam chantagear Raquel Dodge

Categoria: 

Justiça
 
Jornal GGN - Por um resultado acirrado entre os 578 votos dos procuradores da República que garantiram a Raquel Dodge o segundo posto na lista tríplice e os 621 do sucessor de Rodrigo Janot, Nicolao Dino, os seguidores de Janot na Lava Jato, existente graças ao corporativismo estabelecido pelo então procurador-geral, ameaçam agora abondonar a força-tarefa com a nomeação de Dodge ao comando do Ministério Público Federal (MPF).
 
E o movimento foi liderado por Janot, segundo reportagem da revista Época. O procurador-geral estaria debelando o esvaziamento da Lava Jato, com o anúncio do presidente Michel Temer de nomear sua concorrência ao posto. Sendo verdade ou não, o texto assinado por Diego Escosteguy publiciza uma suposta indicação de que a nova procuradora da República seria contra as investigações da força-tarefa. 
 
Um dos gestos explícitos da publicação foi repetir o que os jornais venderam nas últimas semanas, de que a atual subprocuradora teria relações de proximidade com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, de Torquato Jardim, de peemedebistas como Renan Calheiros, José Sarney e Osmar Serraglio. E que, portanto, poderia blindar o avanço das apurações da Justiça.

leia mais

About Patricia Faermann